Preço alto

Eu sempre quis entender como era a vida daquelas pessoas que tem tudo e que são mega importantes, mas que vivem presas nas ilusões pessoais achando que não tem nada e que não são nada de importante…

É, conheci um cara assim… ele tem tudo, mas é infeliz. Vive se vitimizando e acho que eu estou conseguindo ajudá-lo a se reconectar com a sua essência, seu espiritual e sua verdade… E talvez isso tenha feito ele se apaixonar por mim e eu que achava que iria ficar pra titia e que nunca encontraria um homem que prestasse na minha vida, hoje estou aqui… chegou a minha bendita hora… Quem diria… Quando eu vivia de programas eu achava péssimo o fato de ter que me deitar com outros homens, ser usado e tratado como objeto. Mas agora que encontrei um homem importante que está me tirando dessa vida, que me ama de verdade, acho péssimo também… Como pode? A gente sempre encontrando coisas negativas para se apegar e se magoar… E depois de dois meses juntos acho ruim ter que abrir mão da minha liberdade. É, estou descobrindo que o preço de um relacionamento de verdade é a liberdade. E o que vale mais? A liberdade ou uma vida calma, tranquila, feliz e ao lado de uma pessoa que te ama de verdade?

Me parece que na realidade tudo nunca está bom. Lutamos e lutamos para chegar a algum lugar feliz e quando chegamos percebemos que a felicidade não mora realmente por ali. Quando aprendermos definitivamente que felicidade são momentos e não perene tenho certeza que aí sim, seremos muito felizes. Eu to mudando e hoje, acredito que estou aprendendo a valorizar outras coisas num homem e que o amor verdadeiro não nasce da noite pro dia, mas nasce se pelo menos um dos dois lutar de princípio. Estou aprendendo a me concentrar mais em mim e a valorizar o presente, o aqui, o agora. Pois se aqui estou e se ele faz parte do aqui é porque em algum momento lutei para merecer estar aqui agora e ao lado dele. #carpediem #circles #postmalone