COMO PAREI DE FAZER PROGRAMA E COMO O SANTO DAIME ME AJUDOU?

A primeira coisa que deve ser feita para quem está passando por este processo é querer. Querer muito parar de fazer programa. O segundo é não se culpar, é aceitar a vida do jeito que ela está.

É complicado a gente mudar. Nossa mente, fazendo jus ao próprio nome… adora nos mentir, nos enganar. Dessa forma por milhares e milhares de vezes ela tentará te enganar te dizendo que é impossível de sair desse círculo vicioso que se transformou sua vida e sua realidade. Ganhar dinheiro rápido e se acomodar com isso é o grande pecado que cometemos no decorrer da vida de programa. A vontade e o desejo de lutar e trabalhar irão aos poucos, mas bem aos poucos… florescer dentro de você. Por isso eu digo que é preciso querer muito, pois quanto mais você nutrir esse desejo e essa vontade de voltar a ter uma vida mais “normal”, sabendo que vai ter que trabalhar, estudar e ralar… mais o universo e Deus se encarregarão de lhe fornecer aquilo que for necessário para o seu progresso e vitória. Todas as guerras, todos os caminhos são difíceis e assim como você pouco a pouco alimentou dentro de você os desejos para se tornar um garoto de programa, alimentando a luxúria, a ganância, os vícios… aos poucos que você irá conseguir tirar de dentro de você e substituir esses desejos que te conectam a essa realidade por outros que te levarão a uma vida nova.

Eu tive o privilégio de participar de alguns rituais do santo daime e sem sombra de dúvidas, ele mudou a minha vida, mudou a maneira de como eu encaro a vida e a maneira como encaro e lido com todas as situações, sejam internas ou externas a mim. Abriu meus olhos para uma realidade desconhecida até então e me levou direto ao encontro com o mistério da espiritualidade. Confesso que a parte mais difícil de eu aceitar sobre mim durante o ritual era o fato de alimentar alguns demônios internos e que particularmente, eu gostava de alimentar. Ver que eu estava errando comigo mesmo foi muito doloroso, mas ao mesmo tempo libertador.

“Não há despertar de consciência sem dor. As pessoas farão de tudo, chegando aos limites do absurdo para evitar enfrentar a sua própria alma. Ninguém se torna iluminado por imaginar figuras de luz, mas sim por tornar consciente a escuridão.”

CARL JUNG, A PRÁTICA DA PSICOTERAPIA, 1985.
https://www.pensador.com/frase/MTI5MTIyMQ/

O que é certo e o que é errado são apenas questão de ponto de vista. Não existe errado ou certo. Existem algumas coisas que nos trazem paz, felicidade, harmonia, amor e coisas que nos trazem depressões, medos, angústias, dores, sofrimento, caos. Com o passar dos anos adquirindo maturidade, ou em alguns rituais do daime ou na terapia vai se descobrindo por onde suas atitudes estão te levando. Assim você mesmo vai separar o joio do trigo. Eu sou muito grato pela prostituição e se eu fosse escolher hoje ter ou não ter vivido o que vivi eu escolheria viver. Pois foi me perdendo que eu consegui me encontrar, ou melhor… me reencontrar. Reencontrar com a criança que existe dentro de mim e com os sonhos que eu sempre tive e que eu havia esquecido pelo caminho.

Se você está neste momento pensando que está na hora de parar… Vá em frente, tenha muita fé em si e na vida e não desista. Lute como você sempre lutou. Pode demorar… Mas eu tenho certeza absoluta que se for isso mesmo que você quer, você vai chegar lá e Deus e o Universo vão preparar o caminho que irá te fazer chegar lá.